Inculturação Salesiana – INCULTURARTE

O Presente projeto nasceu de uma reflexão a partir do contexto da realidade do CESAM, em formar os adolescentes e jovens do curso de aprendizagem no que tange a cultura afro brasileira. Depois de um tempo, tornou-se um dos Valores Salesiano (Promoção da Igualdade Étnico-Racial), pois a inserção na instituição ocorre através da avaliação socioeconômica, onde a minoria dos inscritos no ato da entrevista socioeconômica se autodeclara negros e/ou indígenas. Enquanto a maioria opta pelas etnias: pardos, amarelo e até mesmo branco, no entanto ao que está em evidencia é negado. Por este motivo espera-se que o Programa tende a uma tomada de consciência por parte dos Aprendizes em assumir sua própria Identidade Racial, incentivar a busca por Direitos Sociais e Culturais. É levá-los a busca do seu Protagonismo e Empoderamento.
A Semana de Formação Étnica Racial tende como linha de discussão os seguintes temas: A importância da Lei 10.639/2003 Estudo da Cultura Afrodescendente através do ensino regular e sua relação com a sociedade. É abordar assuntos, que estão relacionados, a palavras chaves: Sociedade, educação, relação Etnicorracial, Combate ao Racismo. Racismo Institucional, Identidade racial, Extermínio da Juventude Negra e outros temas vinculados a temática. O principal objetivo é apresentar a Cultura Afro Brasileira aos Aprendizes e Jovens do Programa de Aprendizagem Socioprofissional, fazendo uma relação de sua identidade social e cultura, e seus direitos sociais estabelecidos e conquistados. É despertar nos educadores (as) a importância de seu papel como agente de mudança na vida dos Aprendizes.
Comissão de Inculturação: Pe. Fabiano da Silva Ribeiro, Cleyton Ferreira de Souza, Gabriella Cordeiro de Paula, Jessika Silva Gomes, Rogério do Vale Machado, Rosângela Cruz Ferreira Rodrigues, Rosana Cristina Santana Santos e Vanessa dos Santos Silva Rodrigues